Inverno é a época mais adequada para tratamentos estéticos

imagem: Natalija Kreibich

Estação do ano é ideal para aqueles que se preocupam com a beleza. Especialista em estética explica quais são e os principais benefícios dos procedimentos mais requisitados

Seja para transformações no rosto ou no corpo, a estação mais fria do ano é a mais indicada para realizar procedimentos estéticos, em especial, os que exigem total proteção contra os raios solares, pois o clima mais ameno favorece a recuperação do paciente. Para aqueles que pretendem chegar ao verão com o corpo definido, o ideal é iniciar o processo logo no início do inverno. Tratamentos como: carboxiterapia, secagem de microvasinhos e máscaras de LED são algumas das ações indicadas para melhores resultados.

“Muitas intervenções não apresentam resultados imediatos, por isso, é importante se adiantar e iniciar logo no início do inverno. Além disso, a pessoa passará por uma avaliação antes com o esteticista ou biomédico para conciliar a melhor técnica, seja para queima de gorduras ou rejuvenescimento facial”, explica Sylvia Ramuth, biomédica e especialista em procedimentos estéticos da Emagrecentro.

Confira abaixo quais são os tratamentos estéticos mais indicados para o inverno:

Carboxiterapia

O procedimento que dura de 15 a 30 minutos consiste na aplicação de gás carbônico nos tecidos do corpo com objetivo de eliminar estrias, celulite, gordura localizada e a flacidez da pele.

“O gás favorece a circulação sanguínea, ajuda a estimular a produção de colágeno, além de auxiliar na queima de células de gordura. Quanto a profundidade de cada técnica, depende do objetivo. Se a pessoa quer tratar estrias, a aplicação é feita diretamente na cicatriz, se for para reduzir medidas, é feita entre a camada da pele e a de gordura”, revela Dra. Sylvia.

Para notar resultados com a carboxiterapia é necessário realizar no mínimo dez sessões, duas vezes por semana. Os resultados são perceptivos a longo prazo, é preciso iniciar as aplicações no inverno, pois o gás carbônico deixa marcas arroxeadas, que podem ficar manchadas se expostas ao sol.

Secagem de microvasinhos

É um tratamento invasivo indicado para tratar dos vasos mais finos, perceptíveis na superfície da pele com cores arroxeadas e avermelhadas. Consiste na aplicação de injeções com glicose para secar os vasinhos. Dessa forma, o sangue não pode mais concentrar-se no mesmo local e não voltam mais a aparecer.

“O procedimento de secagem de microvasinhos é indolor. O paciente pode vir a sentir tanto uma queimação no local como o líquido entrar na pele, mas nada que comprometa o processo. Ele não traz mudanças do dia para a noite, mas na primeira sessão é possível ver um clareamento dos vasinhos, que serão eliminados ao longo das sessões”, comenta a clínica.

Alguns pacientes relatam a sensação de peso nas pernas, mas é um sintoma passageiro. Para a recuperação, é necessário ficar de 10 a 15 dias sem exposição ao sol. Além disso, alguns profissionais indicam o uso de meia de compressão para a circulação.

Máscaras de LED

As máscaras de LED são feitas com material que se adapta ao rosto de cada paciente e emitem luzes coloridas, com a finalidade de prevenir contra acnes, rugas, proporcionar o rejuvenescimento, elasticidade e reduzir linhas de expressão.

“Cada cor emitida tem um tratamento próprio. A cor amarela estimula a célula responsável pela produção de colágeno, a azul mata as bactérias alojadas no rosto, a cor vermelha auxilia nos processos inflamatórios”, finaliza Sylvia.

O procedimento é indolor e não deixa cicatrizes, entretanto, é indispensável o uso do filtro solar para proteção da pele.

Redação Sampa