Petrópolis reúne atrações turísticas naturais e artísticas

Curitiba,PR 19/10/2020 –

Petrópolis carrega em suas ruas, as heranças deixadas pela Família Imperial. Um lugar visitado por pessoas do mundo inteiro e reconhecido por seus pontos turísticos, que fazem parte do patrimônio histórico nacional.

Também conhecida como Cidade Imperial, Petrópolis situa-se na região serrana do Rio de Janeiro, a apenas 66 km da capital do estado. O nome é uma homenagem a Dom Pedro II, visto que o município abrigava a casa de veraneio do imperador que, junto à corte real, subia a serra desejoso de fugir do calor escaldante do Rio.

Petrópolis possibilita ao turista aprender muito sobre a História do Brasil, bem como desfrutar das mais belas paisagens. Seu clima tropical, com temperaturas predominantemente amenas, patrimônios históricos (arquitetônicos e naturais) altamente preservados, estilo de vida tranquilo e acolhedor chama a atenção dos turistas.

Em seguida, uma seleção dos principais lugares para visitar em Petrópolis.

Palácio Quitandinha

É o primeiro atrativo turístico visto por quem chega do Rio de Janeiro. Construído em 1941, o Palácio Quitandinha já foi considerado o maior cassino hotel da América Latina e recebeu grandes nomes tais como: Carmem Miranda, Orson Welles, Walt Disney e Getúlio Vargas. O local foi transformado, mais recentemente, no centro cultural do Sesc Rio e oferece – à população local e aos visitantes – um cronograma repleto de atividades culturais.

Museu Imperial

A casa de veraneio da Família Imperial foi transformada em museu no ano de 1940 pelo decreto de Getúlio Vargas, presidente da época. Aberto para visitação três anos depois, o Museu conta com o maior acervo do período imperial brasileiro, são cerca de 300 mil peças históricas de mobiliário, vestuário, documentos, pinturas e outras obras.

Palácio de Cristal

O Palácio de Cristal é um dos principais símbolos da Cidade Imperial. Foi encomendado por Conde D’Eu, marido da Princesa Isabel, em 1884. A armação veio da França e o objetivo era alojar exposições de produtos agrícolas, flores e pássaros da região, mas também serviu de palco, em 1888, para um acontecimento histórico muito importante: a libertação dos últimos escravos de Petrópolis. Ali hoje são realizadas festas tradicionais, como a Bauernfest, e demais eventos culturais.

Catedral São Pedro de Alcântara

Certamente, a Catedral São Pedro de Alcântara é um dos pontos mais prestigiados de Petrópolis. De estilo neogótico francês, a construção da imponente igreja iniciou em 1884 e só foi concluída em 1929. Por dentro, os detalhes (vitrais, pinturas e relíquias do altar) da Catedral também impressionam.

Os restos mortais de Princesa Isabel, Conde D’Eu, Dom Pedro II e Dona Teresa Cristina ficam logo em sua entrada, em um Mausoléu.

Casa da Princesa Isabel

Inicialmente, era de propriedade do Barão de Pilar, mas foi obtida pela Princesa Isabel e Conde D’Eu no ano de 1876. O prédio, instalado na região do Centro Histórico de Petrópolis, serviu de abrigo à Princesa e sua família por diversas temporadas.

A casa não está aberta para visitação, mas é possível apreciar a área externa, com seus agradáveis jardins de camélias brancas (símbolo do movimento abolicionista).

Museu Casa de Santos Dumont

A residência de verão do célebre inventor é chamada de “A Encantada”. Criativa e funcional, a casa possibilita aos visitantes, além de uma verdadeira viagem no tempo, o contato com algumas curiosidades sobre o “Pai da Aviação”. A principal delas é o fato de ter sido bastante supersticioso e, por essa razão, ter construído tanto chuveiros quanto escadas, cujo acesso só pode ser feito com o pé direito.

O museu também dispõe de um acervo rico de objetos pessoais de Santos Dumont.

Vale do Amor

O Vale do amor é um santuário ao ar livre, situado na Fazenda Inglesa, de concepção de Sergio Fecher (coordenador da Fraternidade Cósmica Universal). A visita ao local é recomendada para aqueles que buscam contato com a natureza e paz interior, para além de qualquer crença ou religião.

Abriga, em seu conjunto, a Cachoeira da Umbanda, a Igrejinha Francisco e Clara, o Altar de Ganesha, o Altar do Buda e um jardim no formado de Yin-Yang.

O melhor período para visitar Petrópolis é entre os meses de maio e agosto, pois há menor risco de chuvas. Vale a pena também conferir o calendário oficial de eventos culturais da cidade.

O momento de isolamento social é bastante propício para planejar o próximo passeio. O Clube Candeias disponibiliza uma série de vantagens aos associados, entre elas uma rede integrada com mais de 500 mil opções em hospedagens pelo mundo todo.

Mais informações em https://www.clubecandeias.com/

Website: https://www.clubecandeias.com/

Artigo de