Mesmo com crise, brasileiros planejam mudança para os EUA

São Paulo – SP 31/8/2020 – A pandemia na verdade, trouxe à tona a necessidade de algumas profissionais nos EUA que já estava em carência.

A cada ano o número de brasileiros que tem escolhido a terra do Tio Sam para viver vem aumentando. Segundo o Itamaraty, há mais de 1 milhão de brasileiros morando nos Estado Unidos, sendo que 300 mil deles estão na Flórida. 

Quem confirma esse aumento no interesse dos brasileiros em morar na América é o empresário e CEO da D4U USA Law Firm, Wagner Pontes, que viu a necessidade de abrir uma filial no nordeste do Brasil só para atender a demanda da região.  “A empresa já tinha uma unidade na capital paulista quando percebeu que o Nordeste estava carente de um escritório especializado em imigração para profissionais qualificados e que estão em carência nos EUA”.

A unidade fica em João Pessoa, na Paraíba, e foi escolhida por Pontes pela localização privilegiada e fácil acesso das outras capitais. “Em uma hora alguns clientes podem chegar de vários pontos da região ao escritório de João Pessoa”.

Wagner conta que até junho desse ano, a D4U teve um aumento na procura de 300% comparado com o mesmo período de 2019. A empresa que é especializada no tipo de visto EB2 – que leva direto ao Green Card – comprovou que mesmo durante a crise os brasileiros não deixaram de aplicar os pleitos imigratórios. “A pandemia na verdade, trouxe à tona a necessidade de algumas profissionais nos EUA que já estava em carência, como por exemplo os profissionais da saúde”.

Atualmente, um fisioterapeuta, na Flórida, segundo o site Glassdoor tem o salário de $50 a $94 mil dólares, por ano. Além da questão financeira, o empresário afirma que a principal busca dos brasileiros que entram com pleito imigratório é a busca por melhor segurança, educação e qualidade de vida. “Nossos clientes, na maioria das vezes, já tem uma carreira solidificada e agora olham para a vida em família e como podem ajudar no futuro dos filhos”.

O CEO relata que embora a empresa tenha atenda a demanda de outros vistos – como de investimento, o visto mais procurado do escritório é o EB2 – visto para quem tem formação mínima em Bacharelado e mais cinco anos de experiência. “Além dos profissionais da saúde, a área de tecnologia e engenharia são as áreas que sofrem carência de profissionais, nos EUA – mesmo com a crise”.

“Estamos felizes em atender a demanda de futuros imigrantes não só no Sudeste do país, mas também no Nordeste, onde o nível de profissionais qualificados é enorme”, finaliza Wagner Pontes.

 

Website: http://www.d4uusa.com

Artigo de