Cresce a venda de celulares usados para empresas especializadas em seminovos

Bauru, São Paulo 31/8/2020 – Segundo o Internacional Data Corporation o mercado cresceu 17,6% em 2019 e mantém essa tendência para 2020.

Venda de aparelhos de celular seminovos e usados não é bem uma novidade. Mas cresceu ainda mais quando a evolução tecnológica desacelerou. Há vinte anos, não era muito fácil reaproveitar um aparelho porque, de uma operadora para outra, havia tecnologias muito diferentes. Hoje, com uma simples troca de chip, o aparelho deixa de ser de uma pessoa e vinculada a uma operadora, e pode ser de outra pessoa e funcionando com qualquer outra operadora. O reccomerce de aparelhos celulares vem em alto crescimento, segundo o Internacional Data Corporation o mercado cresceu 17,6% em 2019 e mantém essa tendência para 2020.

Assim como toda venda de produtos seminovos ou usados, existe o mercado informal e o mercado formal. No mercado informal, são encontrados diversos aparelhos em grupos de redes sociais, Mercado Livre e OLX, por exemplo. Aqui as preocupações são grandes, porque não tem garantia, não é possível saber se o aparelho passou por revisão ou se tem algum problema crônico ou de alto custo para manutenção. São sempre bem em conta, mas de alto risco. Muitas vezes, essa economia pode se tornar um custo muito mais alto do que o planejado, ou até a perda total do dinheiro gasto nessa compra.

O melhor caminho é o mercado formal, e existem várias empresas especializadas. Vale dar uma pesquisada e conferir, pois a economia em relação aos aparelhos seminovos e novos pode chegar a 30%. Nesse mercado, o cliente tem 90 dias de garantia, seguindo orientação do Código de Defesa do Consumidor. Além disso, sabe-se que o aparelho não é roubado e não está bloqueado, além de ter passado por uma revisão, para garantir a qualidade do produto posto à venda.

Cada empresa tem suas características, algumas mais vantajosas quanto ao preço, outras na agilidade na entrega, ou valorização do seu aparelho antigo como parte do pagamento pelo novo. Entre as principais lojas do país estão:

 

soubarato.com.br

O outlet das Lojas Americanas trabalha com aparelhos de devolução reembalados e/ou que passaram por manutenções. Entre os pontos positivos está o fato de seus aparelhos terem pouco ou nenhum uso, o que diminui o valor em comparação com aparelhos novos. Porém, entre o ponto negativo está o fato de não aceitarem seu celular como parte do pagamento e o estoque ser composto por aparelhos antigos ou devolvidos, o que impede a captação e reduz a variedade de produtos.

 

trocafone.com.br

Uma das pioneiras do mercado, a Trocafone se destaca pela grande variedade de opções de aparelhos e por fazer a compra do celular usado do cliente, apesar de oferecer um valor mais baixo por ele, comparado com outras empresas.

 

outletdocelular.com.br

O Outlet do Celular, marca conhecida na cidade de Mauá, na grande São Paulo, vem expandindo seus negócios online desde o ano passado. Além da grande variedade e preços que chegam a ser 30% mais baratos do que os de aparelhos novos, também aceitam o celular do cliente como parte do pagamento, tendo a melhor avaliação do mercado.

 

DICAS DE COMO ESCOLHER UM APARELHO SEMINOVO

Condição – O cliente deve verificar a condição aparente, como riscos e sinais de queda. Tais sinais podem mostrar que o aparelho teve um uso intenso ou moderado, e que vai durar mais ou menos tempo sem problemas na sua mão.

Pesquisa do preço – Não é por ser seminovo que vale a pena. É necessário pesquisar em mais de uma loja e comparar o preço com o aparelho novo. Alguns modelos têm desvalorização baixa.

Avaliação do custo-benefício – Cada consumidor deve considerar sua necessidade pessoal e o valor que está disposto a gastar, para fazer uma compra consciente. Não é porque um celular de última geração está mais barato que é a melhor opção no momento.

Pretensão de uso do aparelho – Na hora de escolher um seminovo, é necessário levar em consideração quanto tempo pretende usar esse aparelho e o valor dele. Celulares já antigos tendem a durar ou serem úteis, por menos tempo. Muitas vezes vale a pena um seminovo com pouco tempo de uso e um pouco mais caro, mas que dure mais.

Trocar antes de dar defeito – Grande parte das lojas aceita um aparelho usado como parte do pagamento de um novo, porém, aparelhos quebrados valem pouco ou quase nada. O ideal é programar a troca para que possa utilizar o aparelho usado como pagamento pelo novo, para não deixá-lo na gaveta.

Exigir nota fiscal – Não existe outra forma de exigir garantia de um aparelho usado. Apenas comprando de lojas, online ou físicas, e exigindo a nota fiscal.

Onde vale mais a pena VENDER um aparelho usado – Para descobrir quanto as principais empresas pagam na compra de um aparelho usado, basta acessar:

Website: https://www.outletdocelular.com.br/

Artigo de