Casamentos durante a pandemia: novas regras para manter a segurança nas festas

São Paulo 5/1/2021 –

Mesmo em tempos difíceis, especialista reforça que é possível casar seguindo os protocolos e gastando pouco.

Embora o casamento seja o sonho de muitos casais, a busca no Google por escritórios especializados em divórcio cresceu 177% durante a pandemia. Segundo a plataforma, as pesquisas por “divórcio online gratuito” cresceram quase 10 mil%. Embora a pandemia da Covid-19 tenha desgastado vários relacionamentos, ainda existem casais que sonham em juntar as escovas de dentes. Para transformar esse sonho em realidade, o especialista em decorações de casamentos e proprietário da ASP Decorações, Alexandre Souza, listou 4 dicas para levar em consideração antes de planejar o grande dia.

1. O casamento não é só um evento

A festa de casamento é a cerimônia que comemora a união de pessoas que se amam. Mas, a fase de planejamento para os noivos, geralmente, é bastante trabalhosa. Segundo o site casagarciaeventos.com.br, o ideal é começar o planejamento com pelo menos um ano de antecedência para evitar transtornos. Segundo o decorador Alexandre Souza, a média de preços das festas vai de R$ 40 mil até o infinito, de acordo com os desejos dos noivos. Para ele, independente do valor gasto, é importante celebrar esse momento, já que é uma despedida oficial dos noivos com a família. “Muitos filhos saem de casa depois do casamento. Mães, pais e noivos se abraçam pra também recomeçarem. É a independência de duas pessoas”, diz.

2. Festas minimalistas

As festas não precisam ser extraordinariamente grandes, principalmente em tempos de pandemia. Segundo o site noivasonline.com, os Mini Wedding estão aí para isso. Um casamento pequeno com cerimônia minimalista, apenas para parentes próximos e amigos. Para os noivos mais extravagantes, mesmo pequeno, o casamento pode ficar mais charmoso com a ajuda da decoração. “Mesmo com as reduções, não tem problema se você prefere algo mais chamativo. Na hora de escolher uma festa, o essencial é trazer para ela aquilo que você pretende recordar”, comenta Alexandre.

3. Casamento durante a semana para economizar

Uma opção para noivos que pretendem gastar menos é optar por datas menos cobiçadas. De acordo com Alexandre Souza, vários noivos começaram a considerar se casar durante os dias úteis, ou seja, de segunda a quinta-feira. Ele comenta que outra tendência interessante é escolher se casar no outono ou no inverno, que são épocas menos procuradas por casais. “Só existem vantagens, os custos são muito mais baixos, os locais mais cobiçados provavelmente estão disponíveis. Para nós, fornecedores, uma chance de preencher a agenda, sem dificuldades com produtos ou serviços”, acrescenta Alexandre.

4. Como se casar em segurança em tempos de pandemia?

De acordo com informações do site de casamento The Knot, das festas realizadas em 2020, 71% estão adotando medidas de saúde e segurança em suas comemorações. Em 63% dos casamentos, há ajustes na disposição dos assentos com um distanciamento maior entre os convidados. Nesse período, os casamentos ao ar livre também se tornaram mais comuns. O decorador Alexandre Souza reforça que quanto mais precaução na pandemia, melhor. “No novo normal, respeitar a distância, usar máscara e álcool em gel já se tornaram parte das nossas vidas e, nos casamentos, as máscaras podem ser colocadas na festa como forma de entretenimento para que a celebração seja leve e o mais segura possível”, diz.

Website: https://www.aspdecoracoes.com/

Artigo de