Aumenta a relevância dos eventos online, revela Latin American Quality Institute

São Paulo 24/11/2020 – A realidade é teimosa e vai demorar meses até que a realização de eventos presenciais se normalize, diz Daniel Maximilian Da Costa, CEO da LAQI

Desde o início da pandemia, as empresas tiveram de modificar as suas estratégias de comunicação, devido a mudanças de atividade, trabalho remoto e circunstâncias especiais de saúde e segurança.

Os primeiros meses da pandemia destacaram o boom crescente de eventos online, substituindo qualquer reunião face a face. Tendo em conta a situação de saúde atual, estes tipos de eventos virtuais vieram para ficar e estão evoluindo para formatos mais elaborados.

Eventos presenciais, eventos híbridos ou eventos online

Se as circunstâncias e as restrições permitem, podem ser realizados eventos presenciais, com capacidade muito restrita, implementando todo o tipo de medidas de segurança e promovendo experiências diferenciadas e altamente personalizadas. Por outro lado, se as previsões para a chegada de uma vacina forem atendidas, a normalidade poderá ser restaurada. “No entanto, a realidade é teimosa e vai demorar meses até que a realização de eventos presenciais se normalize”, diz Daniel Maximilian Da Costa, CEO da Latin American Quality Institute.

Os eventos híbridos representam uma proposta inovadora, na qual a presença física de palestrantes e até mesmo de um pequeno número de participantes é combinada com a transmissão em streaming para o restante dos espectadores. A parte presencial do evento pode ser realizada em um set ou em outro espaço físico, que reúna as condições técnicas e de segurança necessárias. Por outro lado, as plataformas tecnológicas permitem o desenvolvimento de uma comunicação efetiva antes, durante e após o evento, favorecendo a interação dos assistentes virtuais e a mensuração dos resultados.

Por fim, os eventos online são realizados inteiramente de forma virtual, com os palestrantes e espectadores em seus próprios locais. As possibilidades são diversas, desde simples webinars, com um único palestrante e um chat para permitir a interação com o público, até a realização de conferências com moderador, vídeos, apresentações e consultas online dos participantes. O evento é conduzido pela equipe técnica, previamente ensaiada e testada com os alto-falantes para evitar problemas de conexão. Desta forma, a aparência da transmissão pode ser personalizada e as intervenções e consultas dos assistentes virtuais podem ser moderadas corretamente. Desta forma está sendo realizado o Quality Festival 2020 da LAQI com 40 palestrantes transmitindo desde 11 países diferentes e mais de 2000 inscritos de 20 países.

O futuro dos eventos de entretenimento corporativo é audiovisual

Nestes últimos meses de 2020, muitas empresas estão vendo como suas comemorações de fim de ano, que muitas vezes são uma poderosa ferramenta de comunicação interna e motivação para os funcionários, estão em perigo.

Segundo Daniel Maximilian Da Costa: “É evidente que a experiência proporcionada pelo contato físico é difícil de substituir por qualquer tipo de experiência virtual. No entanto, nos últimos meses surgiram formatos audiovisuais dirigidos a empresas, nos quais, sob uma estética televisiva, produz conteúdo de vídeo totalmente personalizado para cada marca, energizado com música e humor e produzido de forma profissional, para que o resultado seja atraente e brilhante. Sem dúvida, um bom toque final para este 2020 que não será facilmente esquecido”.

O grande desafio dos eventos virtuais é captar e reter atenção. Portanto, o conteúdo e a forma de veiculação são essenciais para o alcance dos objetivos traçados em cada evento. A escolha do formato mais adequado e a utilização de recursos técnicos e humanos profissionais farão, sem dúvida, a diferença.

Website: http://www.laqi.org

Artigo de