Agremiações de São Paulo suspendem ensaios de bateria por conta do aumento de casos de Covid-19

Unidos de Vila Maria e Independente Tricolor anunciaram a decisão através de redes sociais 

Por conta do aumento no número de casos de Covid-19 no estado de São Paulo, escolas de samba como Unidos de Vila Maria e Independente Tricolor decidiram cancelar ensaios presenciais que aconteceriam nos próximos finais de semana, com o objetivo de evitar o contágio da doença.

Arte: Divulgação

A Unidos de Vila Maria anunciou o adiamento do ensaio presencial da bateria “Cadência da Vila” que estava marcado para o próximo dia 29. A apresentação aconteceria através do evento “Domingou na Vila” que contava também com a participação do intérprete da Acadêmicos do Tatuapé e Paraíso do Tuiutí, Celsinho Mody, e do Grupo Canto de Rei. “Não é nada definitivo, mas devido à nossa preocupação com toda comunidade, entendemos que é um momento fundamental para observarmos e acompanharmos esse processo com total responsabilidade, e assim, minimizarmos o risco de propagação e contaminação do nosso povo”, afirma a escola. 

Arte: Divulgação

Através das redes sociais da bateria Ritmo Forte, a agremiação Independente Tricolor também decidiu suspender os ensaios, que, no início da pandemia, aconteciam remotamente. “Esperamos que a vacina chegue logo e nos devolva a normalidade, pois sentimos com a impossibilidade de estarmos juntos, seja para batucar ou confraternizar. Mas em primeiro lugar, nossa saúde e a dos nossos”, afirma a diretoria e direção da Ritmo Forte.

Victoria Vianna