Novembro Azul: campanha reforça a necessidade dos cuidados com a saúde do homem

Brasília-DF 20/11/2020 – É preciso desmistificarmos a imagem do homem como alguém que não precisa se cuidar.

Para conscientizar a população masculina sobre a importância com os cuidados com a saúde foi criada a campanha Novembro Azul em 2008. De acordo com dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA), estima-se que para cada ano do triênio 2020/2022, 65.840 brasileiros serão diagnosticados com novos casos de câncer de próstata.

O câncer de próstata é o segundo tipo de tumor maligno que mais mata homens no Brasil. Um a cada 9 homens será diagnosticado com a doença durante sua vida. Para conscientizar a população masculina sobre a importância com os cuidados com a saúde foi criada a campanha Novembro Azul em 2008.

De acordo com dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA), estima-se que para cada ano do triênio 2020/2022, 65.840 brasileiros serão diagnosticados com novos casos de câncer de próstata. A próstata é uma glândula masculina que se localiza próxima à bexiga e à frente do reto: órgão responsável por produzir parte do sêmen, líquido que contém os espermatozoides e é liberado durante o ato sexual. “No estágio inicial, os pacientes apresentam sintomas que, muitas vezes, estão relacionados ao envelhecimento do homem como o aumento do tamanho da próstata e dificuldade para urinar ou até mesmo a necessidade de urinar muitas vezes ao dia”, alerta o médico Jairo Lyra Filho, urologista oncológico e cirurgião robótico do Instituto de Câncer de Brasília (ICB), para os sintomas. “No estágio mais avançado pode ocorrer a obstrução na uretra e dos rins”, comenta.

Para realizar a detecção precoce do câncer de próstata, é necessário que os homens cuidem de sua saúde. Visitas anuais ao urologista são recomendadas a partir dos 50 anos. Durante a consulta, o médico irá realizar o exame de próstata, capaz de avaliar se há alguma alteração presente na glândula. “Outro exame comum é o PSA, realizado a partir da coleta de sangue para medir a quantidade de proteína produzida pela próstata. Se houverem alterações nesses exames poderá ser solicitado a análise de urina e ultrassonografia transretal”, explica o médico.

Os fatores de risco para o câncer de próstata são: o avanço da idade, histórico desse tipo de câncer na família e obesidade. Alimentação ruim, sedentarismo, consumo em excesso de álcool e tabagismo também podem contribuir para o surgimento da doença. “É preciso desmistificarmos a imagem do homem como alguém que não precisa se cuidar. Se preocupar com a própria saúde é importante para que eles possam realizar todas as atividades do seu cotidiano e mantenha uma vida saudável”, finaliza.

Sobre o ICB

O Instituto de Câncer de Brasília é uma clínica especializada no tratamento oncológico que foca no atendimento humanizado e completo, que acompanha todas as etapas do tratamento, desde o diagnóstico até a conclusão. O ICB oferece a seus pacientes consultas com equipe multidisciplinar, exames e procedimentos. São cinco clínicas no DF com corpo clínico composto por mais de 20 especialidades que dão todo suporte ao tratamento do câncer, contando inclusive com cirurgiões oncológicos. Também são realizados os principais exames e biópsias voltados para a detecção precoce da doença, além de possuir um centro de infusão para aplicação de quimioterapia e outros medicamentos.

Website: https://vozesdonovembroazul.com.br/

Artigo de