Programas de desenvolvimento devem continuar mesmo com distanciamento social

São Paulo, SP 4/11/2020 –

Empresas passam a aplicar seus programas de treinamento e desenvolvimento no formato on-line.

Capacitar e desenvolver os profissionais, proporciona ganhos para os colaboradores, que desenvolverão suas habilidades e estarão sempre preparados para assumir qualquer desafio e para as empresas, que contarão com funcionários de forte performance.

Nesta época de distanciamento, as empresas precisaram se reinventar para continuar seus projetos de treinamento e desenvolvimento. Foi um desafio para todos esse novo formato, já que o costume era oferecer e receber atividades presenciais.

Algumas empresas como a Ohl Braga Treinamento e Desenvolvimento, por exemplo, transformou o seu Programa de Desenvolvimento de Líderes (PDL) no formato on-line. Até o mês de março de 2020 os programas de liderança tinham o formato presencial e sempre foram construídos em cima de uma metodologia andragógica e vivencial.

Fátima Ohl Braga, consultora e responsável pelos treinamentos, deu continuidade ao programa que iniciou em fevereiro presencialmente na PROTEGE – maior grupo de segurança no brasil, que atua com serviços de logística de valores, de cargas, segurança patrimonial, formação de vigilantes – e deu continuidade ao programa de maneira totalmente digital.

Desenvolvimento de líderes

Na lógica da importância de capacitar as pessoas, o desenvolvimento de líderes pode ser um grande trunfo para as organizações. Para que os futuros líderes acompanhem as expectativas da empresa, encarem desafios e estejam aptos a lidar com situações que não fazem parte de sua rotina, precisam ter competências técnicas e também comportamentais.

O PDL, Programa de Treinamento de Líderes, foi construído em cima da teoria das Seis Disciplinas que privilegia a aplicação de técnicas andragógicas, a prática de ações, o controle dos resultados e o acompanhamento da evolução dos profissionais durante o processo de desenvolvimento.

O programa parte do princípio que quanto maior a inteligência emocional do profissional, melhor o preparo e o equilíbrio interior que ele terá para perceber sua equipe e flexibilizar o seu comportamento pessoal frente às situações.

No período de aplicação, o PDL realizou reuniões bimestrais com os gestores para que pudessem acompanhar o progresso de seus colaboradores e introduzir novas atividades na rotina desses indivíduos para iniciá-los como gestores.

“O grande sucesso do PDL de 2020 foi em primeiro lugar ter migrado para o formato on-line. Em segundo lugar foi continuar com a proposta metodológica desenvolveu profissionais e seus gestores numa atividade conjunta de preparo e desenvolvimento, onde procurou-se criar as condições necessárias para uma melhor aprendizagem”, explica a consultora Fátima Ohl Braga.

“De nada adiantaria preparar futuros líderes se a empresa, através de seus gestores, não se mobilizasse para acolher e criar situações de evolução para estes profissionais” finalizou a condutora do programa.

No final o PDL desse ano na PROTEGE sensibilizou líderes e gerentes da necessidade de se desenvolver competências como empatia, confiança, autodisciplina, resiliência e transparência para lidar com maior assertividade com as novas condições de trabalho “neste novo diferente” de hoje.

Website: http://www.ohlbraga.com.br

Artigo de