Após queda no primeiro semestre, número de vagas de estágio disponíveis no BNE retoma crescimento em 2020

Curitiba – PR 28/10/2020 –

Análise recolheu dados de janeiro a setembro na plataforma do Banco Nacional de Empregos e constatou mudanças também no número de vagas gerais disponíveis

Foram divulgados essa semana dados referentes à disponibilidade de vagas de estágio no Brasil, em 2020. As informações recolhidas pelo site de empregos, Banco Nacional de Empregos (BNE), demonstraram que o mercado já está retomando alguns índices do início do ano, período anterior às mudanças causadas pela pandemia do novo coronavírus.

De acordo com o levantamento, o número de vagas de estágio disponíveis caiu mais de 30% de janeiro a maio de 2020, sendo que as vagas gerais disponíveis, que incluem todas as funções, não apenas as de estagiário, caíram cerca de 50%. Em janeiro, a plataforma registrou a presença de 21.482 vagas gerais, sendo que em abril do mesmo ano o número chegou a apenas 6.511 vagas disponíveis.

De acordo com Caroline Gaida, responsável pela organização dos dados, o movimento no fluxo de contratações realmente diminuiu: “nós percebemos uma queda no número de vagas que costumavam ser registrados em nosso sistema pelas empresas parceiras que o utilizam”, destacou.

E abril foi o mês em que a queda se mostrou mais evidente. As vagas disponíveis para estágio no BNE chegaram a apenas 148, sendo que no primeiro mês de 2020 o número era de 833 em todo o território nacional. 

Retomada do crescimento 

Em maio, entretanto, os números começaram a apresentar melhora. Em relação a abril, mês com os piores indicadores, o número de vagas gerais disponíveis praticamente dobrou, foi de 6.511 para 11.835; e os indicadores também voltaram a subir para as vagas de estágio. De 148 vagas, o BNE passou a registrar 273, sendo que no mês de setembro, último analisado pela pesquisa, esse número passou a ser de 724 vagas de estágio disponíveis, marca próxima da registrada em fevereiro de 2020, em que 1073 vagas foram verificadas.

Busca por vagas de estágio também oscilou

E não foi apenas o número de vagas abertas que sofreu alterações em 2020, a busca dos (das) possíveis candidatos (as) a estágio também oscilaram. No mês de fevereiro, apenas 7.853  estudantes procuraram por vagas, mas isso já é algo previsto, porque o período indica que muitos deles ainda estão em férias. Todavia, em maio o número também não foi expressivo. Cerca de 14.711 buscas foram realizadas, sendo que em abril o número registrado era de 19.766 candidatos (as) procurando por alguma oportunidade de estágio.

Já no início do segundo semestre, em julho, a busca por vagas apresentou alta exponencial. Ao todo, 24.271 candidatos (as) procuraram estágios no período, o que já indicava um novo movimento do mercado, muito possivelmente relacionado às flexibilizações referentes à pandemia do novo coronavírus, que garantiram a retomada de trabalho das empresas que tiveram seus fluxos de atividades alterados em 2020.

Projeções

Caroline Gaida ainda relata que vê um futuro melhor no quadro de vagas para 2021, tendo em vista a retomada do fluxo normal de trabalho. “2020 foi um ano atípico, sabemos. Por isso, espera-se que com o retorno das atividades das empresas em 2021, o mercado novamente fique aquecido e mais vagas passem a ser ofertadas”, afirma. 

De acordo com dados divulgados recentemente pelo Ministério da Economia, o Brasil abriu 249.388 vagas de emprego com carteira assinada em agosto, segundo registros do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados). Os números de agosto também ficaram acima do registrado no mesmo mês de 2019. Na época, 121.387 foram criadas. 

Website: https://www.bne.com.br/

Artigo de