Projetos em vidro podem causar revolução na arquitetura

6/10/2020 –

O produto milenar mais moderno do mundo. O vidro possui propriedades intrínsecas e por si só já entrega todo o glamour estético, modernidade e elegância aos projetos arquitetônicos. Com forte predominância de projetos em concreto, o Brasil tem passado por uma grande evolução quando o assunto é arquitetura em vidro.

O mundo muda, as pessoas mudam, as necessidades mudam… e uma das áreas que melhor entendem, acompanham e mais, ditam tais tendências, é a arquitetura.

Um produto milenar e ao mesmo tempo atualíssimo, inclusive é objeto majoritariamente utilizado em ambientes futuristas e modernos. Veio do passado, faz parte no presente e é o futuro, o Vidro.

Entretanto alguns pontos dessa união entre arquitetura e vidro são menos evidentes. A arquitetura brasileira ainda é bastante marcada pelo concreto, indústria essa que há décadas atrás fez grandes investimentos no setor, oferecendo treinamento, conhecimento, acesso e principalmente, possibilidades às arquitetas(os).

Isso acentua e corrobora o fato de que quem dita os caminhos são arquitetos e arquitetas que, usando de suas referências, transbordam e desenham o mundo… E assim, para o vidro fazer cada vez mais parte desse cenário a se construir, precisa-se justamente investir na aproximação dos criadores.

A comunicação deve ser desde a formação, pois as universidades de arquitetura dedicam pouco, ou nenhum tempo focado em vidro, sendo que deveria ser uma matéria da grade, de mais de um semestre de duração inclusive, pois ele é amplo, versátil, estético e estrutural. Esse conhecimento ao profissional seria de valias imensuráveis.

É justamente nesse gargalo, nessa fina fenda entre esses dois universos, que um projeto foi criado para uni-los. A ArchGlass é o maior portal do vidro para o segmento de Arquitetura e tem representado um importante papel nessa revolução que já foi iniciada.

A missão do projeto é fomentar a utilização de vidros na arquitetura ao diminuir essa distância entre os mercados, ou seja, a arquitetura e mercado vidreiro, juntos atuando em favor da sociedade num todo.

Um dos objetivos da arquitetura é aperfeiçoar as experiências da vida e, para isso, os profissionais se comprometem em entregar projetos com qualidade, para realmente interagir com todos ao redor. Mas a falta de informação técnica e inspiracional dificultava para que os arquitetos e profissionais vidreiros pudessem atingir esse objetivo quando optam por elaborar projetos com vidros.

Em qualquer esfera da vida, a ausência de informação refinada traz obstáculos e riscos. Na arquitetura com vidros a desinformação pode gerar acidentes sérios e até mesmo fatais, sem contar outras complicações jurídicas ocasionadas por ocorrências menores comumente encontradas em projetos fora das normas.

Parte do problema está que projetos fora de norma possuem valores mais baixos e só são possíveis devido à utilização de materiais sem especificações, que interagem negativamente com o grau de qualidade e segurança das obras. Em um orçamento mais baixo é comum encontrar materiais fora das normas, o que compromete todo o trabalho tanto em quesitos estéticos quanto de proteção.

Nesses casos, se as partes estão supridas de informações relevantes, tanto um quanto o outro (arquiteto e vidraceiro) poderá indicar, discutir e até mesmo exigir a utilização dos produtos corretos que atendam às normas da ABNT. Esse é um dos propósitos da ArchGlass.

“Nosso objetivo é transmitir informação e melhorar o mercado de forma ampla e contundente. Atuar em algo e não deixar legado é passar despercebido no mundo, precisamos parar de reclamar e fazer algo pela mudança”. – disse Felipe Cassola, idealizador da ArchGlass Brasil.

Muito mais do que informar, o grupo possui um time de consultores que atuam intensamente na instrução dos arquitetos que trazem dúvidas sobre a especificação correta do vidro a ser utilizado no seu projeto. As dúvidas giram em torno dos tipos de vidros existentes, vantagens e desvantagens do modelo, além das normas para garantir os requisitos mínimos de qualidade e segurança.

ATUANDO NOS DOIS LADOS

E para existir uma boa comunicação a ArchGlass vem apoiando diretrizes nos dois lados da moeda. Se de um lado o portal beneficia o arquiteto, que há anos tem passado dificuldades de encontrar informações claras sobre o assunto, do outro lado o setor vidreiro também é beneficiado, tanto pelas referências técnicas quanto pelo aumento da demanda.

Acontece que com a maior demanda – aliada com o acesso às informações – o arquiteto pode ter outro tipo de obstáculo pela frente, encontrar bons fornecedores para execução.

Por um lado essa notícia é boa porque o acesso à informação fez com que os profissionais aumentassem os critérios de avaliação em todas as fases do projeto. Mas por outro lado isso evidencia que muitas empresas ainda não estão preparadas para suprir os critérios de exigência definidos pelas normas da ABNT ou outras exigências mais altas.

Pensando nisso a ArchGlass Brasil criou um braço para apoiar o universo vidreiro, colaborando com as empresas sérias que já realizam projetos dentro das especificações e com os vidraceiros que buscam qualificação e que possuem interesse em se informar para oferecer um serviço adequado, seguro e de qualidade.

O ‘Barato com Qualidade’ é um projeto que possui a assinatura de criação e gestão da ArchGlass Brasil. O projeto visa mostrar aos arquitetos e solicitantes de serviços em vidro que o barato com qualidade infelizmente não existe.

Segundo os organizadores, “o ‘Barato com Qualidade’ é a ponta oposta da corda, de um lado o arquiteto demanda profissionalismo, do outro nós ajudaremos o mercado a se qualificar”.

Pela ideologia, o portal ArchGlass e suas adjacências podem oferecer muito para a arquitetura, pro mercado do vidro e pra sociedade em geral. Pelo visto, isso é só o começo de uma revolução vidreira, em esfera muito maior, englobando a arquitetura nacional.

Website: https://archglassbrasil.com.br/

Artigo de