Computação em nuvem abre espaço para novas profissões

São Paulo, SP 24/9/2020 – 80% das empresas terão migrado para nuvem até 2025. Esta tendência aponta para um crescimento significativo da demanda por profissionais especializados na área

A computação em nuvem está sendo cada vez mais adotada pelas empresas. O crescimento desta tecnologia abriu portas para o surgimento de novas profissões como o arquiteto cloud.

A ideia de armazenamento de dados ou informações se alterou com o passar dos anos. Se antes era necessário revelar uma foto e guardá-la em um álbum, hoje o tempo necessário para ter uma fotografia eternizada mudou drasticamente. Graças ao recurso de nuvem, assim que uma foto é tirada ela já pode ser armazenada, seja no Dropbox ou no Google Drive, por exemplo.

Usar esses aplicativos significa guardar seus dados em um lugar fornecido por essas empresas. Mas o conceito de nuvem vai além do armazenamento: ela torna possível acessar a informação de forma on-line, por meio de link externo ou servidor remoto, processamento, banco de dados, software, aplicações em geral etc. Esta é a tecnologia que conhecemos como Computação em Nuvem ou Cloud Computing.

Resumindo, a Computação em Nuvem permite que uma empresa possa oferecer poder computacional em forma de um serviço a ser contratado. Neste caso, ela fica responsável por distribuir, otimizar, armazenar, atualizar e garantir a estabilidade e a segurança dos dados e servidores de seus clientes. É uma alternativa mais econômica, pois os usuários não precisam se preocupar em adquirir, manter e atualizar computadores e dispositivos de armazenamento de dados, já que há uma empresa contratada para cuidar disso através da nuvem.

Segundo dados da consultoria Gartner, 80% das empresas terão migrado para a nuvem até 2025. Esta tendência aponta para um crescimento significativo da demanda por profissionais especializados na área. Conhecido como Arquiteto de Nuvem ou Arquiteto Cloud, este profissional planeja, avalia, gerencia e implanta a infraestrutura de sistemas de uma empresa na nuvem e pode trabalhar tanto dentro das organizações quanto em consultorias especializadas.

Na plataforma GeekHunter, que reúne profissionais de tecnologia, houve um aumento de 50% na procura por arquitetos de nuvem somente em 2019. Por ser uma nova área, a forma mais comum de um profissional começar a trabalhar com Cloud era através de uma graduação na área de T.I somada a um curso de especialização em Cloud Computing.

A partir de 2021, porém, aquele que pretende ingressar nesta nova área conta com um curso de graduação específico: o curso de tecnologia em Computação na Nuvem (Cloud) – Engineering, Architecture & Machine Learning, um dos pioneiros do país, com duração de dois anos.

O coordenador acadêmico, Rafael Santos, afirma que o curso não é apenas para novos profissionais na área de TI: ” Quem trabalha na área de Redes de Computadores, Infraestrutura, Desenvolvimento e quem já atua com tecnologia pode ter uma nova perspectiva de carreira com este curso de Computação na Nuvem, que vem para solidificar e ampliar seus conhecimentos em uma área que só tende a crescer nos próximos anos”.

Este curso de graduação da FIAP terá sua primeira turma em 2021. O vestibular já está com as inscrições abertas e ocorre em 17 de outubro, presencialmente ou on-line.

Website: http://www.fiap.com.br

Artigo de