A primeira infância: a literatura como ato de brincar

São Paulo-SP 21/9/2020 – Manter as crianças entretidas durante este período de isolamento social devido a pandemia da Covid-19, não tem sido uma tarefa fácil

Os primeiros 3 anos de vida de uma pessoa são os mais importantes, pois é neste período que acontece o início das conexões sinápticas que o influenciarão pelo resto da vida.

Manter as crianças entretidas durante este período de isolamento social devido a pandemia da Covid-19, não tem sido uma tarefa fácil. Principalmente se tratando dos pequeninos. Assim como os adultos, os bebês também reagem de diferentes formas quando seus livrinhos favoritos são lidos. O foco dos pequenos pode não se prender ao enredo, mas as imagens e personagens sempre despertam novas reações.

Os primeiros 3 anos de vida de uma pessoa são os mais importantes, pois é neste período que acontece o início das conexões sinápticas que o influenciarão pelo resto da vida. Não é à toa que pesquisas descrevem o período dos primeiros 1000 dias (a contar desde a gestação até os quase três anos de vida da criança) como os mais importantes para o desenvolvimento, pois é neste período que o cérebro está mais ativo do que nunca, sendo moldado e absorvendo tudo o que é novo e acomodando o que já foi experienciado. Logo, não há dúvidas sobre o quanto ler para os bebês é importante!

Dentro deste contexto, a Livraria Leitura dá algumas dicas para ler para os pequenos como o lançamento A Casa, de Vinicius de Moraes, Papai Dino, de Mark Sperring, Os piratas (Livro para sentir), de Angela Sbandelli, Meu primeiro atlas de animais, de Anita Morgenzten, entre outros.

Mais informações em: www.leitura.com.br

Website: http://www.leitura.com.br

Artigo de