A pandemia trouxe impactos e mudanças nas viagens de avião

Conforme mostra a pesquisa sobre o comportamento dos consumidores, realizada pela Open Box, 38% dos entrevistados afirmaram ter cancelado viagens previstas de lazer ou trabalho em função do coronavírus. A Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear) também constata os impactos da pandemia. Segundo dados divulgados, a redução de passageiros nos terminais chegou a 95% em abril e atualmente a malha aérea brasileira está operando com 27% da sua capacidade.

Para viajar prevenido, a Abear apresenta algumas recomendações. Na hora de fazer o check-in, o passageiro pode usar o site ou aplicativo da companhia aérea. Caso haja a necessidade de ser presencial, deve ser respeitado o distanciamento social de 2 metros entre as pessoas na fila. O cuidado com a distância segura também precisa acompanhar as demais etapas, incluindo embarque, desembarque e retirada de bagagens.

Sobre os recursos para a higienização, as companhias aéreas disponibilizam álcool gel nas aeronaves, mas ainda é permitida a entrada com o produto em gel, até 500 ml. O transporte de álcool líquido é proibido. O uso de máscara é obrigatório durante toda a viagem, e a peça precisa cobrir totalmente boca e nariz.

Para garantir mais durabilidade e comodidade nos usos das máscaras, a fabricante Fiber desenvolveu uma máscara reutilizável com encaixe para filtro, similar aos modelos profissionais. O filtro de ar da Máscara KNIT pode ser usado por até 12 horas, o que garante mais praticidade durante viagens longas. Além disso, a peça permite uma respiração mais natural. Por possuir formas estruturadas, a máscara cobre o rosto mantendo uma distância entre o tecido, evitando a sensação de sufocamento na inalação do ar pela boca ou nariz.

Para ter acesso a mais informações e realizar compras, basta acessar: www.mascaraknit.com.br.

Artigo de

Redação Sampa