Live solidária Imperador do Ipiranga

foto: divulgação

A escola de samba Imperador do Ipiranga realizou no último sábado, 04/07/20, uma live solidária com o intuito de entreter e matar a saudade da comunidade com sambas históricos e também de arrecadar doações para amenizar os impactos sociais também trazidos pelo novo coronavírus. 

A live começou com agradecimentos do Presidente Rodrigo Souto a comunidade e também com uma esplanada sobre as novidades que viriam no decorrer da mesma. A Live foi transmitida pelas redes sociais da escola e também pelo canal do Youtube da LIGA-SP (Liga das Escolas de Samba de São Paulo) tendo como apresentadora Patrícia Liberato. A live também contou com QR code para intensificar ainda mais as ações.

A abertura se iniciou com os sambas exaltações da escola, depois seguiu com agradecimentos aos colaboradores e patrocinadores, aos projetos e ações sociais realizados na escola como o movimento água no feijão idealizado e liderado pela renomada chef Telma Shihaishi, em parceria com Elo solidário e em conjunto com a Imperador do Ipiranga, que através dele são entregues mais de 12.000 refeições diárias.

A seguir, foram apresentadas as contratações e renovações que podemos citar como Gne, na diretoria de carnaval juntamente com uma comissão de carnaval integrada por alguns nomes como Sukata, Chup,Kelly,Luan, Alessandro (China)  e entre outros que não puderam comparecer.

Seguindo com as contratações, temos nomes como o de Vanny Franco, como coordenadora de casais, Mari e Leandro como 1° casal oficial, Dona Eliana e Neide Soares como coordenadoras da ala das baianas, Allan Jeremias como coreógrafo juntamente com a equipe de coordenadores Alessandra Amorim e Robert Leocádio, Emerson Paulo como coordenador de ala de passistas, Vinícius Teixeira (Vinão) como mestre de bateria, Rodrigo Atração como Intérprete oficial e Gabi Lélis como Rainha de bateria.

Segundo informações do Presidente sobre o enredo, falta pouco para ser ele ser finalizado e logo será divulgado. Para encerrar, enfatizamos que a Live aconteceu de acordo com todas as normas e informes da OMS, com poucas pessoas, todas utilizando máscara e com disponibilidade de álcool em gel.

Alessandra Amorim