Conheça a história do carnavalesco Eduardo Caetano, um campeão internacional

Com o talento da coreógrafa Solange Ferreira e assessoria de Karina Vidal, comandam o maior concurso de samba do estado de São Paulo

 


Arquivo Pessoal

Natural da cidade de São Paulo, do bairro da Freguesia do Ó, sempre foi apaixonado pelo carnaval.  Aos 14 anos, junto com amigos, criou uma escola de samba para crianças chamada “Cachoeira Mirim”.

Eduardo Caetano, carnavalesco que ao longo de sua carreira teve o privilégio de ser campeão muitas vezes no carnaval paulistano, desde Bloco ao Grupo Especial, sem contar em sua projeção internacional. Fez carnaval em Bourdeaux na França, Puglia na Itália e consagrou-se em 2019 ao lado de Janderson Tavares, campeão na Unidos de Lauzanne, Suíça.

Formado em Artes Plásticas especializou-se em cenografia e produção de moda. Passou pela bateria do Mestre Coca na Mocidade Alegre, porém, foi na Comissão de Frente da Rosas de Ouro e após Camisa Verde e Branco, sua escola de coração que se identificou.

Foi também na Camisa Verde e Branco, no ano de 1998 que teve a oportunidade de ser assistente do carnavalesco Tito Arantes Filho. No mesmo ano participou da comissão de carnaval na Unidos de Vila Maria com os amigos Marcelo Muller e Edilson Pereira, em 2000 assinou seu primeiro carnaval na Colorado do Brás no Grupo I da UESP.

Durante todos estes anos nunca abandonou sua carreira como professor. Tem no seu trabalho predominância surrealista, leitura fácil e didática com destaque a forma como trabalha sua palheta de cores. Há dez anos ministra aulas no modulo visual na EFA – Escola de Formação de Avaliadores na UESP.

É um apaixonado por cachorros (tem 8), adora receber os amigos em casa para um bate papo e não dispensa um churrasco na quadra do Bloco Caprichosos do Piqueri.

Com seus 50 anos sabe que ainda não é hora de parar, sempre fala que na vida devemos sempre ensinar, porém, muito mais aprender.

Artigo de

Fátima Beaux