A baiana de vários amores e uma só paixão, o carnaval

Arquivo Pessoal

Edna Magalhães, de 62 anos, nascida em Belo Horizonte-MG, chegou  em SP em 1976 e seu grande amor pelo carnaval surgiu 1979, quando começava  a virar as noites assistindo os desfiles de São Paulo e do Rio de Janeiro.

Após 35 anos de tietagem  de carnaval, foi apresentada pelo seu filho a quadra e ao carnaval da Independente Tricolor, durante três anos desfilou  como componente da ala da amizade, sempre na companhia de seu marido. Eis que surgiu a oportunidade de desfilar como baiana e nunca mais parou, seu esposo virou coordenador da ala para ajudar e assim ficava mais próximo da esposa, auxiliando durante toda a preparação que é uma verdadeira maratona. Assim surgiram outros convites em diversas agremiações: Pérola Negra, Imperador do Ipiranga, Mancha Verde.

Em 2020 a maratona foi muito maior, beirando a loucura,foram seis desfiles, sendo cinco como baiana na Independente Tricolor, Barroca Zona Sul, Colorado do Brás, Imperador do Ipiranga, Mancha Verde, sempre tendo o apoio do marido, pois sem ele nada disso seria possível, a única escola que desfilou como componente de ala foi a Vai Vai uma de suas paixões .

Dona Edna defende com muito amor cada pavilhão a ela confiado. Sim! Além de baiana é uma sambista que respeita com todas as forças às hierarquias de cada agremiação e diz que podemos sim servir todas as escolas, como se fossem únicas e decorar todos os sambas, quando se tem amor, para ela não é uma tarefa difícil.

Em 2021, pretende realizar mais um sonho, além das escolas em São Paulo, irá desfilar em duas agremiações no Rio de Janeiro, e seu esposo estará ao seu lado, para que tudo possa dar certo.

Fora do carnaval, é uma senhora do lar, mãe, avó, jardineira, ama plantas, têm animais de estimação, gatos e cachorros, ama cozinhar, receber os amigos e viajar.

Sua mensagem é: sempre correr atrás dos seus sonhos, eu quando criança queria estar no sambódromo e sentir a magia do nosso tapete sagrado, onde vários sonhos se realizam.

Fátima Beaux