Uma linda baiana na passarela do samba no corpo de um homem bem resolvido.

Valmir Carvalho de Araújo, nascido na Bahia em abril de 1967, hoje com 53 anos, mordomo de profissão, mas nas horas vagas é uma linda baiana do carnaval de São Paulo. Com uma história ímpar, seu sonho se tornou realidade.

Chegou em São Paulo proveniente do Nordeste em 1991, começou sua vida de sambista no ano de 2007 na Sociedade Rosas de Ouro, já em 2008 desfilou na Morro da Casa Verde, sempre em alas convencionais. Mas seus olhos brilhavam de encantado com o luxo que impunha a ala das baianas.

Em determinada ocasião disse para um amigo que seu sonho era ser baiana de carnaval, coincidiu que em 2018 foi em uma Festa Junina da Dragões da Real, lá na barraca de pamonhas estava o coordenador da ala das baianas. Foi quando seu amigo comunicou sobre o seu sonho.

“Não deu outra, trocamos os telefones e naquele mesmo ano me tornei baiana da Caverna. Desfilo na Dragões da Real desde 2018 até os dias de hoje. Participo também de outras agremiações tais como; Uirapuru da Mooca e Pérola Negra. Amo tudo isso, pois sou muito amado e respeitado por todas as agremiações que passei, tendo total apoio dos coordenadores de cada ala”, disse Valmir.

Já recebeu inúmeros outros convites de diversas agremiações, mas como o comprometimento exige muito, preferiu se abster de outras para se dedicar de corpo e alma as que escolheu desfilar. Finaliza dizendo “Não quero deixar de ser baiana e sempre estarei à disposição das escolas que me apoiarem”.

Fátima Beaux